Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Nunca votei em José Sócrates. Não faz de mim melhor ou pior do que quem tenha votado, simplesmente nunca me identifiquei com a figura, com as políticas ou com os ideiais. Sou assumidamente de direita. Aquando do final abrupto do seu último mandato, era precisamente esta a imagem que tinha dele: a de um corrupto. Poderia ou não ser verdade, mas era e é o que penso. Ainda assim, e após os acontecimentos dos últimos dias, só posso lamentar a situação presente. Que um ex-primeiro-ministro de Portugal mereça estar numa situação destas.

 

Bem sei que o caso de Sócrates estará longe de ser o único. Essa é a parte que me deixa mais animada. Olhando a esta tradição de impunidade, fico feliz por a justiça começar, finalmente, a ser cega. Por existir a possibilidade de, por uma vez, a culpa não morrer solteira.

ng3728848.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:30


2 comentários

Imagem de perfil

De Magda L Pais a 25.11.2014 às 10:56

eu começo a ter esperança que a justiça, em Portugal, funcione. Estou como tu, sempre achei que este jovem era corrupto (acho até que foi dos primeiros ministros com mais suspeitas de corrupção no periodo em que foi ministro).
Imagem de perfil

De Mar Português a 26.11.2014 às 00:42

Vamos lá ver se isto não é tudo só fogo de vista.

Comentar post



Joana

foto do autor


Neste mar

Sobre tudo e sobre nada. História e política. Brincadeiras e aventuras. Literatura e cinema. Trivialidades e assuntos sérios. Arte e lusofonia. Dia-a-dia e intemporalidade. E, claro, um blogue com sotaque do norte.

Facebook


Instagram