Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A história é muito simples: Hong Kong quer eleições livres da ingerência de Pequim. Inicialmente, os guarda-chuvas serviam apenas para os manifestantes se protegerem do sol, mas acabaram por servir como forma de defesa contra o gás pimenta. 

 

Há milhares de pessoas nas ruas, o que, em muitos outros países, seria um facto impossível de ignorar. Mas o que vai acontecer em Hong Kong é imprevisível. Uma coisa é certa: este já não é um caso que o Governo Chinês possa abafar. E, embora tenha as minhas dúvidas, se para nós foram os cravos, espero que ali resultem os guarda-chuvas.

publicado às 18:01


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Joana

foto do autor


Neste mar

Sobre tudo e sobre nada. História e política. Brincadeiras e aventuras. Literatura e cinema. Trivialidades e assuntos sérios. Arte e lusofonia. Dia-a-dia e intemporalidade. E, claro, um blogue com sotaque do norte.