Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Li no P3 que no Porto (o meu Porto, aqui tão perto) se encontra um dos hostels mais cool da Europa. Mas, bem, saber isso leva-me uns três anos atrás no tempo, para a primeira vez que fiquei num hostel. Foi na Eslováquia e estava a fazer um InterRail. Se eu escrevi, e a conter-me, oito posts sobre cinco dias em Barcelona, imaginem a romaria que isto seria com uma viagem de treze destinos. Na verdade, seriam apenas treze pots porque, acreditem ou não, fiz um "diário de bordo" durante a viagem sobre cada lugar, mas vou poupar-vos a maçada. 

 

Isto tudo para dizer que um local como este hostel no Porto nem cruzava os nossos sonhos. Ficámos em sítios bons (para o contexto InterRail, entenda-se), mas também ficámos em cada sítio de meter medo ao susto. Agora, olho para trás e valeu tão apena. Eu adoro viajar. Assim, no geral. Nem só praia, nem só serra. Nem só cidade, nem só campo. Nem só descanso, nem só agitação. Nem só lugares novos, nem só repetidos. Se tivesse mesmo que dizer o que procuro nas minhas viagens, diria cultura. O que é não dizer coisa alguma porque isso está em todos os lugares. Há tantos sítios que ainda queria conhecer e outros aos quais quero muito voltar. Nuns bastam um punhado de dias, para outros precisava de mais do que uma ou até duas semanas. Não sei se alguns desses planos algum dia vão existir para lá da minha cabeça - três semanas para fazer Indonésia/Nova Zelândia/Austrália, conhecer o Japão profundo, perder-me na Croácia, percorrer a mítica Route 66, ver o cabo onde Portugal mudou o mundo - mas pelo menos isto eu já fiz, uma das viagens da minha vida. Isso já ninguém me tira. Fiz outras, para ser honesta. Outras daquelas viagens para as quais pensei que nunca arrancaria. Mas agora estou a falar desta e, pronto, afinal não sei se me aguento sem contar aqui, aos poucos, essa aventura. Também sem deixar um beijinho e um agradecimento gigante à S. (sim, mais uma inicial para baralhar ainda mais este blogue), uma das minhas melhores amigas e das pessoas em quem mais confio, com a qual fiz esta viagem e sem a qual nunca a teria feito. 

 

(Deixo apenas uma foto. Do sítio mais incrível onde já estive)

 

E muitos parabéns aos senhores do Rivoli Cinema Hostel, por uma ideia brilhante e por porem o Porto (e Portugal) ainda mais vibrante e apetecível no mapa. É que eu achava que o Porto já tinha tudo e fiquei agora a saber que tem mais isto.

publicado às 11:12


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Joana

foto do autor


Neste mar

Sobre tudo e sobre nada. História e política. Brincadeiras e aventuras. Literatura e cinema. Trivialidades e assuntos sérios. Arte e lusofonia. Dia-a-dia e intemporalidade. E, claro, um blogue com sotaque do norte.