Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O E. vem cá a a casa e a T.:

 

- Então tu davas um rim por um carro?

- Não é assim só um carro. É um carro mesmo fixe.

- E quê, davas um órgão?

- Também não é um órgão qualquer. Tenho dois!

- Porque precisas deles.

- Há quem só tenha um.

- Mas isso é porque teve de ser. Os rins são importantes! Filtram as impurezas.

(...)

- Pois, mas eu só como purezas.

 

Dois cómicos que eu fui arranjar.

Etiquetas:

publicado às 18:24


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Joana

foto do autor


Neste mar

Sobre tudo e sobre nada. História e política. Brincadeiras e aventuras. Literatura e cinema. Trivialidades e assuntos sérios. Arte e lusofonia. Dia-a-dia e intemporalidade. E, claro, um blogue com sotaque do norte.