Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Poderia ser Saramago ou Lobo Antunes, mas não. É o sonho do Miguel concretizado em algo que nunca acaba - um livro.

 

A Analogia da Morte, de Miguel Alexrandre Pereira. 

 Sinopse, preço, ficha técnica, como comprar - tudo aqui.

publicado às 11:48

O poeta do povo

07.09.14

Ficou conhecido como poeta cauteleiro por vender cautelas e declamar os seus poemas em feiras, mas eu acho que poeta do povo lhe assenta muito melhor. Hoje passámos de carro pela Escola Secundária Poeta António Aleixo e eu nem sei como me fui esquecer deste património literário que o Algarve nos deu.

 

Aleixo teve inúmeras profissões e uma vida sofrida e de pobreza. Era simples, humilde e semianalfabeto, mas deixa uma obra de relevo, num estilo irónico, mordaz e filosófico, espelho da crueza da vida e das realidades que conheceu. Dado que era um poeta popular e que só tardiamente começou a documentar a sua poesia, há uma parte da sua obra que se terá perdido para sempre.

 

A primeira vez que ouvi falar em Aleixo foi num livro de António Mota, autor que li bastante em miúda. Não sei em qual deles foi, mas há um poema de Aleixo que eu nunca mais esqueci e que, sei agora, é um excelente exemplo da sua poesia.

Nas tuas horas mais tristes,

De mágoas e desenganos,

Pensa que já não existes,

Que morreste há muitos anos.

 

publicado às 18:31


Joana

foto do autor


Neste mar

Sobre tudo e sobre nada. História e política. Brincadeiras e aventuras. Literatura e cinema. Trivialidades e assuntos sérios. Arte e lusofonia. Dia-a-dia e intemporalidade. E, claro, um blogue com sotaque do norte.