Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sei que estas coisas variam mediante as zonas do país, mas a tradição natalícia no que toca aos pratos mantém-se na minha família desde que me lembro. A sopa é sempre canja, que não há canja como a da minha avó. Para sobremesa, tende a haver sempre um bolo de chocolate por causa dos miúdos, o resto depende, mas nunca falham as rabanadas e o pudim, que não há pudim como o da minha avó. Por mim, também havia sempre leite creme, que não há leite creme como o da minha avó, só que, pronto, não estamos todos de acordo. Em regra, temos dois pratos principais. Um de carne, normalmente assado, mas até aqui é tudo negociável (exceto, talvez, a canja, que acho que as minhas primitas já nem queriam as prendas se não houvesse canja), agora o que não pode faltar é o típico bacalhau cozido com batatas e couve, também chamado de caldeirada ou bacalhau com todos e que eu detesto. O que vale é que não há caldeirada como a da minha avó.

bacalhau-consoada2.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:25


Joana

foto do autor


Neste mar

Sobre tudo e sobre nada. História e política. Brincadeiras e aventuras. Literatura e cinema. Trivialidades e assuntos sérios. Arte e lusofonia. Dia-a-dia e intemporalidade. E, claro, um blogue com sotaque do norte.